Ainda não é membro ?
Registe-se! É grátis!
Utilizador
Password:
Guardar Password
Esqueceu-se da password?
Com o apoio de
Versão para impressão
 Clique aqui para imprimir este assunto.
Autor Tópico Anterior Tópico Próximo Tópico  
tsilva
Piloto F1


Portugal
8323 Mensagens
Publicada - 04 Ago 2017 :  18:24:13
 Ver Perfil  Visitar página pessoal de tsilva  Responder com citação Enviar mensagem privada a tsilva
Foi há 41 anos:
o acidente de Niki Lauda
em Nurburgring

1 de Agosto de 1976. Grande Prémio da Alemanha. A Fórmula 1 preparava-se para mais um duelo entre Niki Lauda e James Hunt. O austríaco seguia na frente do Mundial, mas o britânico ameaçava. Era a última vez que o Grande Prémio da Alemanha utilizava o velho traçado de 22,8 km de Nordschleife.

Mas a maioria dos pilotos contestava o circuito alemão, conhecido como “Inferno Verde”, considerando-o demasiado perigoso. Lauda chegou mesmo a pedir para o cancelamento, quase como uma premonição do que se seguiria.

Sempre tive medo quando saia de casa para me deslocar para o Grande Prémio da Alemanha. Fiz várias pausas no meu percurso para olhar para trás. Nunca estive seguro de poder voltar a casa”, chegou a dizer Lauda.

Mas James Hunt recusou o boicote, considerando que “os pilotos actuais têm o talento necessário para enfrentar pistas difíceis […] Um piloto tem que escolher se quer fazer o seu trabalho ou desistir”.

O Grande Prémio arrancou com chuva e com Hunt a sair da pole-position, tendo Lauda a seu lado, até que, algumas voltas depois, na curva de Bergwerk, o austríaco da Ferrari bateu no talude antes de regressar à pista em chamas.

Edwards (Hesketh) conseguiu evitar o austríaco, mas Lunger (Surtees) embateu violentamente no Ferrari. Os dois, ajudados por Ertl (Hesketh) tentaram retirar Niki Lauda do braseiro.

O choque foi tão forte que o capacete de Lauda saltou, mas o austríaco estava consciente. Sem equipas de socorro por perto, alguns pilotos pararam para ajudar Lauda.

O austríaco foi transportado em estado muito crítico para o hospital de Adenau e posteriormente transferido para a unidade de queimados do hospital de Ludwigshafen. O maior problema passava pelos gases tóxicos inalados durante os 50 segundos em que permaneceu sentado no Ferrari em chamas.

Acabou por ser transferido para Mannheim onde foi colocado em semi-coma durante dois dias. O estado começou por ser estável antes de surgir um grave problema respiratório e os médicos chegaram a prevenir Marlene Lauda de que o seu marido não tinha muitas hipóteses de sobreviver. Um padre chegou a ser chamado ao hospital para lhe dar a extrema unção, mas Lauda não desistiu de lutar e no dia 6 de Agosto o hospital anunciou que estava livre de perigo.

Apesar de graves queimaduras, que lhe custaram partes da orelha direita e grande parte do cabelo, Lauda voltaria a correr seis semanas depois, contra o seu principal adversário, James Hunt.

Lauda, campeão em 1975, seria campeão mais duas vezes, em 1977, pela Ferrari, e em 1984, pela McLaren, acabando por abandonar a Fórmula 1 em 1985, aos 36 anos.

   


Definir como a sua página de entrada por defeito Adicionar aos favoritos Privacidade   Informar sobre bugs www.pi-racing.com Ir para o topo da página
milonic